Transformando Vidas

Preletor: Pr. Carlos
Texto Base: Efésios 4:17-32
Tema: Transformando Vidas

 

17 Assim, eu lhes digo, e no Senhor insisto, que não vivam mais como os gentios, que vivem na futilidade dos seus pensamentos.
18 Eles estão obscurecidos no entendimento e separados da vida de Deus por causa da ignorância em que estão, devido ao endurecimento dos seus corações.
19 Tendo perdido toda a sensibilidade, ele se entregaram à depravação, cometendo com avidez toda espécie de impureza.
20 Todavia, não foi assim que vocês aprenderam de Cristo.
21 De fato, vocês ouviram falar dele, e nele foram ensinados de acordo com a verdade que está em Jesus.
22 Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos,
23 a serem renovados no modo de pensar e
24 a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade.
25 Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo.
26 “Quando vocês ficarem irados, não pequem”. Apazigüem a sua ira antes que o sol se ponha,
27 e não dêem lugar ao diabo.
28 O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade.
29 Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem.
30Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção.
31 Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade.
32 Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.

 

 Ouvir a Mensagem:

 

Um cético gostava de criticar os milagres da Bíblia. Em conversa com um ex-alcoólatra, agora convertido a Jesus, desdenhou: “Certamente você não acredita naqueles milagres da Bíblia, como Jesus transformando água em vinho”. O converso replicou: “Se você não acha que aquilo foi um milagre, venha até a minha casa e lhe mostrarei como Cristo transformou bebida alcoólica em tapetes, cadeiras e até um piano!”.

O fato é que Cristo agora habitava no coração daquele homem. De alcoólatra a convertido, era um testemunho vivo de que Jesus havia transformado o seu interior e as circunstâncias exteriores. Como está escrito: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Co 5.17).

Diariamente, muitas vidas são transformadas, milhares de pessoas se convertem a Cristo e veem suas vidas completamente mudadas. Isto  evidencia que o Cristianismo é verdadeiro. Se alguém perguntar o porquê, direi com certeza: É porque o Cristianismo não é uma religião, é uma pessoa: Jesus Cristo! E realmente funciona!

Ao longo da história, o Espírito Santo tem sido atuante e eficaz no trabalho sobrenatural de transformar vidas. O evangelho de Jesus tem sido mais benéfico à humanidade do que qualquer outro evento ou mensagem do mundo. Se preferir colocar o assunto em termos econômicos, podemos afirmar: Jesus Cristo transforma passivos sociais em ativos sociais.

A história da Igreja apresenta uma longa lista de pessoas cujas vidas foram transformadas por Jesus durante o seu ministério terreno.

Simão Pedro, um dos primeiros conversos, era um homem impulsivo, cujo caráter habitualmente o fazia agir antes de pensar. Jesus o transformou num líder poderoso. Conta a tradição que, no final da vida, quando estava para ser executado, Pedro insistiu para ser crucificado de cabeça para baixo. Ele escolheu o método mais torturante, simplesmente porque não se achava digno de morrer do mesmo modo que Jesus.

Há também o caso dos irmãos Tiago e João. Convenientemente apelidados de “filhos do trovão”, decerto por causa de seus temperamentos explosivos, foram transformados por Jesus e tomaram-se discípulos verdadeiramente amorosos.

A situação da excluída prostituta Maria Madalena é emblemática. Em nenhum lugar ela teria vez. Mas, ao encontrar-se com Cristo, tornou-se uma nova mulher, depois que Jesus expulsou dela sete demônios. Ironia da história, esta mulher transformada teve o privilégio de ser a primeira a ver Jesus depois que Ele ressuscitou dos mortos.

Zaqueu era um odiado publicano, tido como traidor do povo; riquíssimo, mas pária social. Jesus o surpreendeu dizendo que queria visitar sua casa. Na sala de estar, ao ouvir a palavra do Senhor, teve a vida transformada. E resolveu devolver quadruplicado o que roubara e doar metade de seus bens aos pobres. Enfim, abandonou sua atividade lucrativa, porém questionável, para seguir ao Cristo que o transformara.

Tomé, um homem cético e incrédulo, não estava presente quando Jesus, após haver ressuscitado, apareceu pela primeira vez aos discípulos. Ele declarara ousadamente que não acreditaria nisso até que visse Jesus e o tocasse. Mas quando Cristo reapareceu, oito dias mais tarde, Tomé se curvou, declarando: “Senhor meu e Deus meu!” A tradição cristã diz que ele serviu como o primeiro missionário na Índia, onde foi assassinado com um dardo.

Em Gadara, na Galileia, havia um homem endemoninhado que vivia entre as sepulturas num cemitério. Era tão violento que regularmente quebrava as correntes com as quais tentavam amarrá-lo. Mas quando se encontrou com Jesus, sua mente e toda a sua vida foram transformadas.

O grande perseguidor do cristianismo nascente, conhecido como Saulo de Tarso, era um religioso radical e cumpridor de seus deveres. Um dia, certo de estar prestando um favor a Deus na sua insana perseguição aos primeiros cristãos, Saulo teve um encontro com Jesus. A partir daí, foi transformado em Paulo. Depois que Jesus transformou o seu coração, ele passou de notável “esmagador de cristãos” para apóstolo, o maior e mais expressivo de todos.

Jesus transforma vidas! Nenhuma religião pode fazer o que Jesus faz! Do impulsivo Pedro ao incrédulo Tomé; da prostituta Madalena ao corrupto Zaqueu; dos intempestivos Tiago e João ao proscrito endemoninhado gadareno; do letrado Saulo aos anônimos leprosos; sim, todos foram transformados para viverem uma nova vida. Eles creram no que Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. Esta é a vida que transborda para abençoar outras vidas.